Buscar
  • Estúdio Telescópio

Identidade visual: 4 erros comuns



A identidade visual é fundamental na construção da personalidade de uma marca para torná-la única, interessante e reconhecida dentro de um nicho de atuação. (Entenda melhor no artigo O que é identidade visual de uma empresa?)


Por isso, é necessário um processo assertivo de criação para evitar alguns erros comuns. Mas quais são, afinal, esses erros comuns na elaboração de uma identidade visual? Confira 4!


1. Falta de adaptação em diferentes aplicações


A identidade visual precisa ter capacidade de se adaptar a diferentes formatos, tanto no meio físico quanto no virtual, como embalagens, outdoors, redes sociais, anúncios e telas dos diferentes dispositivos, por exemplo.


Caso contrário, a identidade ficará distorcida, perderá visibilidade ou até mesmo se tornará desconfortável aos olhos.


2. Uso excessivo de cores e efeitos


Criatividade não é sinônimo de muitas cores, formas e efeitos. Ao contrário. É muito mais desafiador construir uma identidade visual marcante com poucos elementos e uma paleta reduzida.


Ser mais contido pode ser até o melhor caminho para evitar aplicações poluídas, com excesso de informação e até mesmo repulsivas. Usar mais de três cores a construção da identidade visual já consideramos temerário.


Evite também muitos efeitos como degradês, sombras e luzes de forma exagerada. Se exagerar, a marca poderá ficar estranha, cansativa aos olhos ou até mesmo de gosto duvidoso.


3. Fontes muito complexas


Mais uma vez, cuidado com o exagero. Claro que não queremos ser simplistas e desejamos uma identidade visual expressiva, mas é preciso cuidar para não dificultar a leitura com estilos muito complexos.


Uma boa dica é observar as fontes utilizadas por grandes marcas, como o Facebook, o Google, a Adidas e a Amazon, por exemplo. São fontes de leitura bem fácil, e ainda assim possuem personalidade.


4. Falta de coerência com o marca


Não adianta ter uma identidade visual hipersofisticada se o negócio em questão não atender às expectativas criadas. Uma identidade visual mais popular não é demérito algum, e sim uma escolha inteligente para atrair o público correto.


E o contrário também vale. Se a marca visa atender uma faixa de renda específica, com status social, por exemplo, e se comunicar de forma errática, isso será um problema.


Quando a comunicação não condiz com a realidade há uma confusão dentro de públicos diferentes a respeito do verdadeiro posicionamento da marca.


A importância da identidade visual


Quanto melhor, mais elaborada e mais profissional for a criação da identidade visual, mais espaço a marca terá na memória e no imaginário de quem a vê.


Por meio da identidade visual você apresenta seus valores e a personalidade necessária para sua marca ser única, interessante e reconhecida dentro de um nicho de atuação.


Não cometa estes erros na hora de construir a sua! Gostou deste artigo? Então deixe seu comentário aqui embaixo!

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo